quinta-feira, 14 de maio de 2015

Gerente Regional de Educação visita a Escola

         Na tarde do dia 13 de Maio a Professora Maria Ulcinéia Harbs-Gerente Regional da Educação da 35ª SDR de Timbó acompanhada pela Professora Mirone Campos-Supervisora da Educação Básica e Profissionais vistoriaram a EEB Frederico Hardt.
        Na ocasião acompanharam a reunião com as segundas professoras e professoras do SAEDE e também verificaram in-loco o estado em que se encontra o pavilhão de Esportes da Escola.
       O pavilhão carece de ampla reforma, assim qualificando o espaço para prática de Educação Física escolar.
      A vistoria foi acompanhada pelo Diretor da Escola Professor Ingmar Ewald. Segundo a Professora Mirone, a mesma deve retornar na escola na próxima semana para atender revindicação dos professores dos 1º anos do Ensino Médio em relação ao número de alunos por turma e defasagem da aprendizagem. Ocasionado pela superlotação das turmas.


Publicado em: 14-05-2015

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Preparativos para o Dia da Família na Escola

    No próximo sábado, dia 16 de Maio a EEB Frederico Hardt realiza o dia da família na escola. Em ritmo de preparativos para receber as famílias, os primeiros trabalhos começam a ser expostos e assim a escola passa a ficar decorada e receptiva para as atividades de Sábado. Os que participarem sábado poderão prestigiar atividades esportivas, culturais, visitar o museu histórico montado na escola,  exposições de trabalhos realizados  além de saborear pasteis, mimi pizza, esfirras entre outras bebidas e comidas.







A EEB Frederico Hardt recebeu professoras para encontro de formação.



              A 35º Gered realizou no dia 13 de Maio um encontro de formação com as 2ª professoras, professoras do SAEDE e ATPs( Assistente Técnicas Pedagógicas) das escolas Estaduais de Indaial. O objetivo do encontro foi dialogar sobre o papel do 2º professor em sala de aula e orientações sobre a legislação vigente.

terça-feira, 12 de maio de 2015

sábado, 9 de maio de 2015

PROJETO JORNAL NA ESCOLA

Nos dias 07 e 08 de Maio, foi realizado a escolha do nome do jornal da escola. Através de uma enquete na sala de informática, os alunos votaram e escolheram o nome: Ligados no FRED.





Publicado em: 12-05-2015


Semana do Meio Ambiente



              Atenção do dia 29/05 ao dia 03/06 estaremos comemorando a semana do meio ambiente em nossa escola.  O tema para trabalhar é “Água e Energia”. Vamos participar!




Publicado em: 09-05-2015

segunda-feira, 6 de abril de 2015

JORNAL

Trabalho realizado pela professora Anna Lenzi, parabéns aos alunos e professores envolvidos neste projeto.



Visita dos alunos da escola Eeb Frederico Hardt ao JORNAL DE SANTA CATARINA.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Festival na escola relembra a juventude nos anos de chumbo



       Anos 70 e 80, a época de ouro dos festivais de música no Brasil que agitavam a juventude. No período dos anos de chumbo, a Ditadura Militar (1964-1985), os Festivais de Canção eram a forma que muitos jovens que se sentiam reprimidos viam condições de lutar contra a repressão e as torturas impostas pelo governo ditatorial e repressivo daquele momento. Em Blumenau, no mesmo período, era realizado o Festival Estudantil da Canção (FEC), no Colégio Pedro II.
                    Em meio à tanta repressão, se expressar através do som era uma forma que a juventude calada podia  dizer, mesmo que subjetivamente, o que pensavam, tentando acabar assim com a tamanha violência do período militar no país. Grandes nomes da música brasileira surgiram neste período: Eduardo Dusek, Zé Ramalho, Guilherme Arantes, Tetê Espíndola, Raul Seixas, Leila Pinheiro, entre outros, fizeram sucesso com canções que impulsionaram toda uma geração.
                               Relembrando e buscando trazer a discussão em sala de aula, e visando melhorar a relação dos jovens com a instituição - despertando o senso crítico do mundo que os cercam -,  no dia 19 de novembro foi realizado na Escola de Educação Básica Frederico Hardt, o 1º Festival da Juventude. Os estudantes dos terceiros anos, na parceria das disciplinas de Artes, Filosofia, Língua Portuguesa e Sociologia, recordaram por meio de músicas, poesias, artes plásticas e danças, os anos de chumbo no Brasil. Muita agitação e criatividade surpreendeu quem passou pelo auditório professora Átela Jennich, que estava decorada com luzes colorida e alguns painéis temáticos.
       Uma metodologia diferenciada e como forma de se pensar numa ação integral do aluno com a escola, foi assim que nasceu a ideia do evento. Segundo a professora de Língua Portuguesa, Anna Lenzi -  uma das articuladoras da proposta - a iniciativa é de extrema importância para fazer os jovens refletirem sobre os acontecimentos e as transformações sociais históricas depois deste período conturbado de nossa História. “A proposta do Festival da Juventude era dar um enfoque no conhecimento, a partir da arte – literária, plástica e musical. Estas manifestações artísticas estimulam a aprendizagem e a curiosidade, já que estas são reflexos dos acontecimentos sociais”, diz Lenzi.
       Mas, antes de chegar ao resultado apresentado no festival, os alunos tiveram que conhecer e pesquisar sobre os 50 anos de Ditadura Militar, os 30 anos da redemocratização brasileira e o movimento Diretas Já (1983-84), que levou milhares de pessoas, que exigiam o retorno das eleições presidencias direta no país, às ruas reivindicando à favor da democracia. Para o estudante Jorge Pavanello, a expectativa para a realização do evento tornou o resultado ainda melhor. “Houve a colaboração de todos, cada um com sua criatividade e empenho, o que tornou o momento muito agradável e satisfatório. A organização do povo brasileiro no período de redemocratização foi impressionante”, diz Pavanello.
Além das apresentações, os estudantes que participaram da proposta também montaram uma fanpage no Facebook, que possui mais de 200 membros e que foi criada nas aulas de Sociologia, com o título “Somos Tão Jovens”, referência ao filme de 2013 e que relembra a juventude de Renato Russo e a criação da banda punk Aborto Elétrico, que se formou em Brasília na década de 70, e depois o levou à fama nacional com a banda Legião Urbana. O que é ser jovem hoje? Respondendo a esta pergunta, o objetivo da criação coletiva fosse antes pudessem socializar pequenos vídeos de própria autoria.
Um dia diferente, que trouxe à reflexão sobre um momento histórico de nosso país!




Reportagem e Fotografia: Daniel Lemes  - MTB 5209/SC











segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Festival da Juventude

No dia 19 de novembro, aconteceu na escola o Festival da Juventude.
Música, dança, poesia e artes plásticas para falar de história, política e transformações sociais.